Slide
  • Posse: 08/06/1982 - (2º ocupante)
  • Fundador: Jorge Bertolasso Stella
  • Patrono: Rafael Petazzoni

Acadêmico

 

19 Douglas Michalany 40fb7

DOUGLAS MICHALANY - Nasceu em São Paulo - Capital, em 27 de agosto de 1921. Filho de Nagib Fares Michalany, médico, nascido em Beiruth, e sua mãe Victoria La Torraca Michalany, natural de Itápolis, SP, ambos falecidos. É casado com Silvia Marina Annunziata Michalany.

 

Formação:

É bacharel em Direito e em Ciências Sociais e Políticas;

Oficial R2 do Exército Nacional.

Professor, Escritor, Historiador, Geógrafo e Advogado (OAB 8987 – SP).

Na sua formação esportiva foi Campeão Paulista e Brasileiro de Natação e Polo- Aquático. Nadador de provas de longa distância, Campeão Brasileiro de Natação Master.

 

Atividade literária:

Autor e coautor com mais de 40 obras publicadas, em mais de 70 volumes. Entre elas destacam-se:

“São Paulo no Limiar do seu Quinto Século”,

“A Grande Enciclopédia da Vida (9 tomos),

“ Curso de Estudos Sociais” (3 tomos),

“Universo e Humanidade” ( 3 tomos),

“História das Américas” (5 tomos),

“História das Guerras Mundiais” (6 tomos – parceria com José Eduardo Marques Mauro e Ciro de Moura Ramos),

“Novo Atlas Geográfico Mundial”,

“Atlas Histórico, Geográfico e Cívico do Brasil”,

“Meu Livro de Natal”,

“Sermão da Montanha”,

“Tradições Cristãs”,

“Mural Governantes do Brasil Independente”,

“Atlas Enciclopédico Internacional”,

“Atlas Enciclopédico Brasileiro”,

“Dicionário de Recursos Naturais e Meio Ambiente”,

“A Figura de Cristo através dos Séculos”.

 

Possui premiação de várias de suas obras:

“História das Guerras Mundiais”, 1º Prêmio da “X Bienal Internacional de São Paulo”;

“Meu Livro de Natal”, Prêmio Literário “José Ermírio de Moraes”;

Prêmio “Ateneu Rotário de História” como personalidade do ano de 1988; Historiador do ano da Câmara Municipal de São Paulo do ano de 2003.

Foi agraciado com mais de 40 Comendas, Diplomas e Honrarias de diversas entidades culturais.

Sócio do Rotary Club São Paulo – Sudeste, desde 1973 e Presidente 1982/1983.

Medalha e Diploma de “25 Anos de Dedicação ao Livro” (1982) da Câmara Brasileira do Livro.


Entidades Esportivas a que pertence:

Clube Espéria – desde 1936 – Remido por vitórias;

Ipê Clube – desde 1961. Presidente de 1967/1970.


Entidades Culturais a que pertence, entre outras:

Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo,

Academia Cristã de Letras,

Academia Paulista de História (Presidente por 9 anos), e atual Presidente Emérito da mesma. 

Acadêmico anterior

Vide anterior...

Fundador

 


Posse: 28/06/1973 - (1º ocupante)


Jorge Bertolasso Stella(1888-1981)O fundador e primeiro ocupante da Cadeira nº 19 foi o notável humanista Jorge Bertolasso Stella o qual, desde os primeiros passos da meninice professou a fé em Cristo. Nascido em Pádua, na Itália, em 1888, veio para o Brasil com apenas 3 anos de idade. Até aos doze, era quase analfabeto, vivendo no meio rural onde trabalhava. Porém, pulsava em seu coração e borbulhava em seu cérebro que sua missão era outra e assim, após aprender as primeiras letras com um seu tio, ingressou no Seminário Presbiteriano Independente. Em 1918, naturalizou-se brasileiro. Foi ordenado Ministro Evangélico em 1919.

Pastoreou diversas igrejas do Interior, vindo para São Paulo em 1933 onde permaneceu como pastor da 1ª Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo, sendo seu pastor emérito.

Membro do magno, douto e mais antigo cenáculo cultural de Piratininga, o Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, pertenceu também aos congêneres de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Paraíba, Bahia e Espírito Santo. Membro da Société des Americanistes de Paris e da Société de Linguística de Paris; titular do Instituto de Estudos Etruscos da Itália, da Sociedade Geográfica de Lima, Peru, do Instituto Americano de Estudos Vascos, Buenos Aires; membro honorário de L’Institut de Démophilocratie pour la Paix Universale; membro da Sociedade Geográfica Brasileira e da União Brasileira de Escritores; membro da Academia Evangélica de Letras e sócio fundador da Sociedade de Estudos Filológicos de São Paulo; fez parte da comissão de revisão da tradução da Bíblia.

Lecionou em ginásios, em seminários protestantes e, depois de jubilado, foi professor de História das Religiões na Faculdade de Teologia da Igreja Independente. Integrou bancas examinadoras de concursos na Universidade de São Paulo e organizou notável biblioteca com incontáveis obras raras de Teologia, Filosofia, Geografia, História, Sânscrito, História das Religiões, Glotologia, Linguística, Arqueologia e Paleontologia, matérias essas que estudou em profundidade, quase todas como autodidata. E, demonstrando notável despreendimento em louvor do saber, doou-as a entidades culturais de São Paulo.

Espírito cristão na mais elevada acepção da palavra, infatigavelmente desenvolveu seu precioso labor de pastor d’almas, não obstante sua avançada idade. Veio a falecer a 18 de julho de 1981, após profícua, nobre e missionária existência.

Patrono

 

Rafael Petazzoni(1883-1959)O Patrono da Cadeira nº 19 é o insigne Rafael Petazzoni, um dos fundadores da Ciência das Religiões na Itália. Foi ele autor de inúmeras obras sobre religiões primitivas, mitologia, religiões monoteístas, principalmente o Cristianismo e a interpretação de seus textos bíblicos.

Pesquisador sóbrio e honesto, tornou-se um dos mais legítimos expoentes da cultura italiana na primeira metade desse século, representando seu país em vários congressos de História das Religiões.

Em 1913, tornou-se livre-docente dessa matéria; professor da mesma em Bologna, de 1914 a 1922 e professor titular da Universidade de Roma a partir de 1923, sendo eleito Acadêmico da Itália em 20 de abril de 1933. Em 1935, foi convidado pela “Fundação Olaus Petri” a ministrar um curso na Universidade de Upsala, na Suécia.

Em 1950 foi eleito presidente da “Associação Internacional de História das Religiões”. Nessa qualidade, presidiu dois congressos internacionais, um em Roma (1955) e outro em Tóquio (1958) e dirigiu também a revista internacional “Numen”.

Essa tendência de inserir a História das Religiões na História da Civilização é uma característica encontrada na maioria de suas obras, nas quais sempre procurou uma constante relação entre ambas.

Entre seus numerosos trabalhos publicados, pode-se destacar os seguintes: “Le origini dei Cabiri”, 1909; “ La religione primitiva in Sardegna”, 1912; “ La religione di Zarathustra” 1920; “La religione nella Grecia antica fino ad Alessandro”, 1921; “La formation du monothéisme”, 1923; “La confessione dei peccati”, 3 volumes”, 1929; “La mitologia giapponese”, 1929; “Italia religiosa”, 1952; “Essays on history of religions”, 1954, uma coleção em fascículos,etc.

Com esse imenso cabedal, Professor Emérito durante várias décadas, veio a falecer a 08 de dezembro de 1959 em Roma, cercado do maior respeito e consideração, recebendo elevadas, justas e derradeiras homenagens do governo e do povo italiano.

Discurso de recepção

 Discurso de recepção - Cadeira nº 19

Discurso de posse

Discurso de posse - Cadeira nº 19