Slide
  • Posse: 02/09/1999 - (3º ocupante)
  • Fundador: Gal. José Bresser da Silveira
  • Patrono: Miguel Couto
  • Antecessor: Mario Graciotti

Acadêmico

 

13 Lazaro Jose Piunti 33f60

LÁZARO JOSÉ PIUNTI -  nasceu em Itú -SP no dia 13/10/46. Filiação: Domingos Piunti e Carolina Cardim Piunti ? Caçula de 12 irmãos! Três filhos ? duas netas moças ? três netinhos.

 

Advogado ? Poeta ? Escritor - Técnico em Higiene, Medicina e Segurança do Trabalho.

 

Formação:  Teológica para Leigos

 

Instituições:

Autor de Trabalhos, Textos, Cartilhas e Artigos sobre a Realidade Sindical ? (publicações para a língua espanhola e italiana).

Sindicalismo ? o mais jovem dirigente sindical (aos 19 anos) das Américas!

Palestrante convidado da Fundação Konrad Adenauer (Alemanha ? 1980 ? 1983).

Consultor CLASC-CLAT ? Confederación de Los Trabajadores Cristianos (Venezuela- 1971/1992).

Membro titular - CLAJE - Comitê de Advogados Cristãos Obreiros da América Latina.

Membro integrante das seguintes academias literárias:

Academia de Letras de Araçariguama e Região ? ACLARE ? 2007 (membro fundador);

Academia Saltense de Letras ? ASLE ? 2008 (membro fundador);

Academia de Letras de Iperó ? 2009. (membro fundador);

Consultor honorífico para criação e instalação de Academias Literárias.

 

Livros publicados:

Vozes do Coração ? 1975 - crônicas/artigos -10 mil exemplares

Caminhamos Juntos ? 1999 ? crônicas - 10 mil exemplares:

Vidas em Órbita ? 2003 ? crônicas - 10 mil exemplares.

Mensagens de Passagem ? 2005 ? Pensamentos - 1ª edição: 10 mil exemplares - 2ªed.: 5 mil exemplares.- idiomas: português ? espanhol ? inglês ? italiano:

Baile na Casa da Gramática - 2012 ? público infantil ? 10 mil exemplares:

O Passeio da Geografia ? 2012 ? público infantil ? 10 mil exemplares:

Respingos de Ternura ? 2012 ? (crônicas e poemas) - 4 mil exemplares;

Os Amiguinhos de Jesus Menino ? 20-12-12 - (gênero infantil) - 5.000 exemplares;

A Água Pura do Poço Mágico ? 06/abril/2013 ? 500 exemplares;

Na Paz da Tarde ? 9/6/13. 1.000 exemplares - em parceria/Alcides Grandisoli;

Devaneio ? poemas/crônicas, Set.13- parceria/Virginia Liberalesso ? 1.200 exemplares;

O Primo do meu irmão Arlindo ? 31/08/14 - 1.300 exemplares; CDs musicais: Canção do Milênio ? 2001 ? Jornadas ? 2004.

 

Atividades:

Fundou a Biblioteca Jurídica ?Doutor Ermelindo Maffei? Itu ? 1985.

Executou experiências pioneiras de COGESTÃO LABORAL/1983. Vereador - sem salário - e Presidente da Câmara Municipal de Itu - 1969/70.

Vice Presidente da CDHU e Coordenador das Áreas: PAC ? Programa de Atuação em Cortiços e PMI ? Programa de Moradia Indígena - 1998/99.

Prefeito eleito: 4 mandatos (1973/76 - 83/88 ? 93/96 ? 01/24) Recusou aposentadoria política julgando-a imoral.

Aposentado por idade-INSS. Salário: Mil e cem reais p/ mês. Retomou a advocacia (Pro Bono). Desenvolve trabalhos de investigação/pesquisa social junto a segmentos sociais carentes.

Eleito em Novembro/2013 membro titular do SINDIAPI - Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos- UGT.

Integra a equipe de Formação - IPROS - Instituto de Promoção Social-SP.

 

* A renda das suas obras literárias é revertida para entidades filantrópicas sérias.

 

(Fonte: Lázaro José Piunti). 

Acadêmico anterior


Posse: 25/02/1988 - (2º ocupante)


Mário GraciottiMário Graciotti foi um notável jornalista, renomado, prolífico e muito atuante escritor. Muito criativo no campo literário e cultural, teve a honra de ter sido eleito como terceiro ocupante da cadeira no 37 da insigne Academia Paulista de Letras, tendo por patrono João Mendes. Atuou nesse sodalício como segundo secretário (1969-1970) e primeiro secretário (1971-1972 e 1973-1974).

Ademais, ingressou em 25 de fevereiro de 1988 como segundo ocupante da cadeira no 13 da venerável Academia Cristã de Letras, tendo por patrono Miguel Couto (1865-1934).

Mário Graciotti fundou, em 1943, o Clube do Livro e foi o pioneiro na organização e direção da Assistência Social do estado de São Paulo.

O escritor Monteiro Lobato (1882-1948) chamava-o de “Moisés”, o homem que viu a Terra da Promissão; o político Jânio da Silva Quadros (1917-1992) classificava-o como “filósofo com visões proféticas”; João Ribeiro considerava-o “um de nossos melhores novelistas”; o jornalista Paulo Zingg registrou seu nome como “pioneiro da revista moderna no Brasil”; o escritor José Geraldo Vieira (1897-1977) escreveu que “Mário Graciotti, com seu livro O Homem Plural Ex-Romance, criou um novo tipo de ficção nas letras universais”; o jornalista Alfredo Mário Guastini (1884-1949) definiu-o como “precursor da ‘Bomba Atômica’ no campo literário”; Mário Altenfelder Silva declarou “que ele “é uma das glórias do Brasil”.

Mário Graciotti também publicou os seguintes livros: As Mil e Uma Noites (1950, contos); Europa Tranquila – Crônicas de Viagens para Adultos e Crianças (1954); Portugal – Crônicas de Viagem para Adultos e Crianças (1957); O Mundo Antes do Dilúvio (1962); Viagem ao Redor das Origens (2o volume, 1964); A Vida Não é Real (1964); O Cordão dos Milagres (1966); O Firmamento no Universo Finito – Em Torno de Alguns Mistérios... (1971); Nelson Palma Travassos na Academia (1975); O Automóvel de Luxo; O Homem Plural Ex-Romance (2a edição, 1978); Os Deuses Governam o Mundo: A Magia e a Ciência de Paracelso (1980); Caro Senhor Arcanjo, Cheio de Estrelas, por Que Não Me Escutais? (1986); O Outro Caminho da Libertação – Conversa Imaginária Com o Frei Leonardo (1986); e Esta Moeda Salva o Mundo (1993).


 Texto feito pelo acadêmico Helio Begliomini, segundo ocupante da cadeira no 10 da Academia Cristã de Letras, tendo por patronesse Marie Barbe Antoinette Rutgeerts van Langendonck.

Fundador

 


Posse: 23/03/1969 - (1º ocupante)


General José Bresser da SilveiraJosé Bresser da Silveira foi general médico do Exército brasileiro. Tinha descendência prussiana. Sua família notabilizou-se em São Paulo, pois muito labutaram pelo progresso e desenvolvimento da cidade, haja vista as homenagens: Estação Bresser; bonde Bresser; Alameda, Viaduto, Rua e Ponte Bresser.

Inscreveu-se no I Congresso da Sociedade de Oftalmologia Sul-Americana Meridional, realizado de 10 a 13 de setembro de 1953, em Assunção, Paraguai, para apresentar o tema “Aminoácidos e Extratos Alergênicos de Cristalino na Cura da Catarata”.

José Bresser da Silveira foi grão-mestre da Soberana Ordem dos Cavaleiros de São Paulo Apóstolo. Através do Projeto no 69, de 2 de agosto de 1963, de autoria do vereador José Sabino, foi-lhe concedido pela Câmara Municipal de São Paulo o título de Cidadão Emérito da Cidade de São Paulo.

Ingressou, em 26 de março de 1969, como fundador da cadeira no 13 da ínclita Academia Cristã de Letras, tendo escolhido por patrono o grande médico carioca Miguel Couto (1865-1934). Fez parte da Assembleia Geral Extraordinária de 8 de janeiro 1976, que aprovou o novo Estatuto de 1976.

Seu nome é honrado post-mortem, na Rua Travessa “ Doutor José Bresser da Silveira”, no bairro do Jardim Paulista, na zona oeste da capital paulista.


 Texto feito pelo acadêmico Helio Begliomini, segundo ocupante da cadeira no 10 da Academia Cristã de Letras, tendo por patronesse Marie Barbe Antoinette Rutgeerts van Langendonck.

Patrono

 

Miguel Couto(1865-1934)A nossa gloriosa Academia Cristã de Letras ostenta como patrono da Cadeira 13 o médico, cientista, político e escritor, doutor Miguel Couto.

Ele nasceu no Rio de Janeiro no dia 1º de maio de 1865 e faleceu em 06 de julho de 1934, aos 69 anos de idade.

Dotado de acendrado amor às Ciências Médicas, definia a Medicina como “a 2ª Mãe da Humanidade”. Estudioso, humano, homem de caráter, atuou vigorosamente no combate às endemias. Pessoalmente vasculhava os antros das favelas, avaliando as condições subhumanas dos seus habitantes e, em laboratório, estudava a natureza das enfermidades, em busca de soluções novas. Escritor, sobretudo de investigações científicas na área da Saúde. No campo político obteve vários mandatos legislativos.

Presidiu por 21 anos a Academia Nacional de Medicina.

Dentre tantas e merecidas homenagens oficiais prestadas ao grande cientista brasileiro, destaca-se o Hospital “Miguel Couto”, localizado na Gávea, no Rio de Janeiro.

Discurso de recepção

Discurso de recepção - Cadeira nº 13

Discurso de posse

Discurso de posse - Cadeira nº 13