Mistura Fina

10 Mistura Fina 9cbd8

 

Helio Begliomini

Crônicas, Ensaios e Cartas

Expressão & Arte Gráfica, São Paulo – 2004,

143 páginas.

 

Prefácio I: Adolfo Lemes Gilioli

Mistura Fina é mais um excelente livro do jovem beletrista Helio Begliomini, um autor que se distingue por uma extraordinária habilidade de expressar em linguagem simples e interessante temas de grande complexidade, o que reflete sua sólida formação intelectual e amor pela pesquisa e pelo debate das idéias.

Os escritos aqui reunidos nos apresentam um painel extremamente perspicaz dos problemas de nosso tempo. Armado de uma perspectiva crítica e lúcida, Helio Begliomini examina tópicos que vão desde os efeitos do abraço sufocante da globalização nos países pobres, do crescimento da miséria e da violência, até o fundamentalismo religioso e a intolerância com a diferença.

Todavia, incluindo artigos sobre homens que se empenharam enormemente em melhorar a vida humana – como o Papa João Paulo II e o doutor Carlos da Silva Lacaz, entre outros -, sobre o Voluntariado e sobre valiosas contribuições da medicina, Helio faz-nos ver que trabalhar para o aperfeiçoamento da sociedade é uma tarefa a qual jamais devemos renunciar. Que nunca devemos deixar morrer a esperança de que é possível o acordo racional entre os homens, a convivência harmônica, o respeito pelas diferenças, a solidariedade humana. Há também, além disso, um conjunto de comentários sobre cultura, crônicas, biografias, cartas e outros belos ensaios que o autor oferece para deleite dos amantes da cultura.

Helio Begliomini, muitas vezes citado por mestres de renome como referência ética e intelectual, diz, na Introdução, que deu o nome de Mistura Fina a este livro, em homenagem à multidiversidade de elementos, acidentes, variáveis, condições, que dão o sabor à vida. Nas entrelinhas podemos ler também outra grande lição que este escritor e médico nos deixa: que a vida, em todas as suas manifestações, é o nosso bem maior, uma dádiva de Deus pela qual devemos zelar, respeitar e amar.

Cumprimento o nobre amigo Hélio pela excelência do livro, o qual tenho certeza de que será alvo de merecido sucesso.

Adolfo Lemes Gilioli*
* É engenheiro químico formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo; Jornalista pela Faculdade de Jornalismo Cásper Libero e Perito em Criminalista pela Escola de Polícia da USP. É major da Arma de Artilharia do Exército Brasileiro R/2 e Grande Inspetor Geral (GR. 33) do Ilustre Conselho do Brasil para o Rito Escocês Antigo e Aceito. É autor dos livros Liderança e Oratória, O Despertar da Fraternidade Estrela do Sul, Código de Ética do Perito Criminal, Academias e Discursos de Acadêmicos, Idéias e Lutas. Recebeu dezenas de comendas, medalhas e prêmios literários entre eles a medalha da Estrela da Distinção Maçônica e a medalha da Cruz da Perfeição Maçônica. Foi Vice-Presidente da Associação Paulista de Imprensa (1994 – 2003) e é o atual Presidente da Academia Cristã de Letras (2002-2004).

 

Prefácio II: Guido Arturo Palomba

Acreditem, ao receber os originais de Mistura Fina, coloquei-os sobre a mesa para examiná-los, por menor, depois de encerrar algumas tarefas. Porém, estando o trabalho diante de mim, o título, Mistura Fina, ficou pulsando à frente e para logo me ocorreu a pergunta: que pretende o Autor significar com Mistura Fina? Não me contive e tomei-o nas mãos, só para dar uma rápida folheada. Adentrei ao índice, fui para a introdução, comecei a ler o primeiro capítulo, o segundo... e quando fui ver estava lendo havia já mais de hora e meia... e a idéia inicial era só uma vista d’olhos! Deixei tudo o que estava fazendo antes de iniciar a leitura, e continuei a ler.

Foi ótimo, porque daí nasceu a idéia de apresentar Mistura Fina exatamente como eu o estava sentindo: um livro sedutor desde o título, com estilo elegante, de color muito feliz, em cujo conteúdo se misturam, finamente, diferentes assuntos, em sua maior parte os muitos artigos e crônicas que Helio Begliomini publicou, em importantes periódicos brasileiros. Mas há uma unidade nessa obra literária, como nos bons pratos da culinária, quando temperos e produtos se combinam em agradável harmonia, dando prazer único ao paladar. Pois o leitor, ao iniciar o livro, tem o seu apetite despertado, e passa literalmente a devorá-lo de capa a capa, sentindo o sabor da leitura amena, da mensagem útil, transmitida com clareza e simplicidade, atributos dos que sabem escrever.

,

Helio Begliomini, para depurar ainda mais a qualidade do livro, traz testemunho visual ao conteúdo dos temas, por meio de fotos, ricos registros do eloqüente acervo de ilustrações. A rigor, cada assunto importante tem a comprová-lo uma fotografia, de tal modo que texto e ilustrações se mesclam e dão o plus a Mistura Fina. E tudo com categoria, promanada da pena de ilustre médico, acadêmico da Academia de Medicina de São Paulo, da Academia Cristã de Letras e ativo membro da tradicional Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, cuja entidade presidiu com singular proficiência.

De modo singelo, para finalizar, eu digo que o leitor não terá senão prazer na leitura. Parabéns prezado acadêmico Helio Begliomini.

 

Guido Arturo Palomba*
* É psiquiatra forense e atual Presidente da Academia de Medicina de São Paulo (2003-2004). Tem prestado relevantes serviços à Associação Paulista de Medicina (APM), sendo o 3º Vice-Presidente (1997-1999) e Diretor Cultural em várias gestões (1991-1993, 1993-1995, 1999-2002 e 2002-2005). É coordenador do Suplemento Cultural do Jornal da APM desde 1988, sendo o criador e o 1º Presidente do Comitê de Psiquiatria Forense dessa instituição. Foi Diretor Científico no Brasil da edição em língua portuguesa do British Medical Journal; Co-Editor do Suplemento Saúde da Família do Jornal “A Folha de São Paulo” (1992-1994). É membro do Conselho Editorial de várias revistas científicas e culturais, entre  as quais “Saúde Mental” (Portugal). É sócio efetivo de doze entidades científicas e culturais, nacionais e estrangeiras, destacando-se: Academia Paulista de História (cadeira nº 9), Academia Cristã de Letras (cadeira nº 33), Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, Academia Hispano-Brasileira de Ciências, Artes e Letras (cadeira nº 7), International Academy of Law and Mental Health (Canadá), Clube dos 21 Irmãos Amigos, Clube Machado de Assis (Portugal), Sociedade Brasileira de História da Medcina e Irmão Remido da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Escreveu cerca de duzentos artigos de doutrinas em diversos periódicos especializados. Publicou os seguintes livros: Psiquiatria Forense, Noções Básicas (1992), Loucura e Crime (1996 e 1997) e Tratado de Psiquiatria Forense Civil e Penal (2003) com 912 páginas, o primeiro do gênero em língua portuguesa. Participou de bancas examinadoras em vários concursos científicos e culturais. Possui uma pequena coleção de livros raros e raríssimos em psiquiatria e psiquiatria forense.