Vinho

Fonte: Chico Luz

Vinho bebida sagradajose francisco
Suco da uva inebriante
Pisado até fermentar
Transforma bebida etílico.

Descansado no tonel
Vai ser engarrafado
Pra mesa dos comensais.
Celebrarem bodas e afins.

No culto ele é sagrado
Profanado uma orgia
Em ambas indispensável
No baco da existência

Assim na taça ou bornal
Degustado acompanhado
A sós no campo ou mesa
Com as eguarias sutis.

Viva a vida na parreira
Na uva ou em cachos
Na semente e na colheita
Festejada e comercializada.




Poesias relacionadas