Luto: Poesia de Conforto

Fonte: Thais Bizarria

Meus sinceros sentimentos!flor e luto 68b26

Que difícil momento!

É incompreensível a partida.

É enigmática a ausência da vida.

É doloroso o dizer adeus

a um ente querido, ou familiar seu.

Parece não ter explicação.

As lágrimas inundam o coração.

Incompreensível uma compreensão.

 

O ente querido deixa de estar presente.

O mundo desaba repentinamente.

A dor é tamanha que a alma sente.

Mesmo com intensa dor, por favor:

clame e converse com o Criador.

Deus, emana força, é inspirador.

Conte comigo também.

Às vezes, conversar faz bem.

Você ser humano tão amado,

sinta o meu abraço fraterno e apertado.

Caso prefira o recolhimento,

neste infindável sofrimento

tenha reiteradamente no pensamento:

para tudo tem um momento.

Tudo acontece no devido tempo,

no tempo de Deus.

Por vezes, sem tempo do adeus.

Os questionamentos tomam conta no nosso ser.

Contudo, a despedida da vida é impossível de entender.

Lembre-se: tal quanto o pão é alimento,

a oração é um confortante sustento.

Ore hoje, amanhã e sempre que puder.

Força, mil vezes força e fé.

Orarei por você,

com todo o carinho deste universo.

E espero que acalente o seu coração este singelo verso,

neste momento tão triste, tão ruim ...

É um choro que parece não ter fim.

Saiba que você é especial para Deus e para mim

e que o seu ente querido está lá no céu,

florescendo um novo jardim.

 

Poeticamente, conclamo:

Ame em vida e não na despedida.

Não tenha vergonha de dizer: Eu Te Amo!

Pratique mais o agradecimento.

A vida é efêmera, é como o soprar do vento.

Conte comigo sempre e neste doloroso momento!

Nossos sinceros sentimentos!

 

Autoria: Thais Bizarria