Esperança

Fonte: Carolina Ramos

Carolina Ramos – Santos- SP- BrasilCarolina 12 12 2017 400 a9b82

 

 

Que falta faz a mão do Poverello!

Mão chagada, que lembra o Salvador!

Mão que outras mãos unia! Um suave elo...

elo de luz fraterna... elo de Amor!

 

Que falta faz o ardor do seu anelo,

quando tentava unir a um só Pastor

as ovelhas dispersas – sonho belo,

que a vida se compraz em decompor!

 

E a vida o quanto vale?! – Um quase nada!

Por todo o lado, há só gente empenhada

em fazer gente ser mais infeliz!

 

...Quem sabe, ainda houvesse uma esperança,

se o mundo ouvisse a voz, humilde e mansa,

do bom Francisco...nosso Irmão de Assis!


Poesias relacionadas