Sou do tempo

Sou do Tempo em que a vida era uma bênção.jose francisco d2ced

Sou do Tempo em que se pedia a bênção dos pais ao sair e chegar de casa.

Sou do Tempo que a casa era um templo onde se rezava o terço orava aos Santos e se benzia com água benta.

Sou do Tempo em que rezávamos antes e depois das refeições e ao levantar-se e ao deitar-se.

Sou do Tempo em que as casas tinham árvores frutíferas no quintal e galinhas para nosso sustento.

Sou do Tempo em que nossa casa tinha dispensa com artigos a granel para meses de duração.

Sou do Tempo da água potável encanada, esgoto dispensado, telefone via telefonista, chamada de choufer em domicílio para a Igreja e para Cidade, com devido toalete social rigorosamente vestido.

Sou do Tempo com letra maiúscula pra dizer de um Tempo que existiu até há muito pouco tempo, apenas uma geração passada, que as vindouras negaram usos e costumes deixado por nossos pais, avós, bisavós e tataravós.

Que pena que o tempo passou e que não volta mais nem na lembrança!