Amizade e o Milagre da Paz

Amizade não é um sentimento vazio.

Não é um sentimento de conveniências.

Amizade é um sentimento que envolve... que prende... que causa dependência.Reinaldo Bressani Copia 83e0c

É um elo consistente, seguro feito nó de marinheiro.

Amizade é condição sem condições.

É fator que condiciona vontades.

Amizade é doação voluntária.

É gesto de solidariedade natural, intuitivo.

Amizade é atitude brotada do coração.

É atitude que expressa o lado mais rico do ser humano e,

de forma inconteste, sua semelhança com o Criador.

Amizade é fruto ingênito e desafetado, coerente com as fragrâncias do amor.

É fruto de purificação da alma que se eleva nas graças de Deus.

Amizade é fechar os olhos e saborear plenamente as vicissitudes e os defeitos do amigo.

É como uma obra de arte brotada do peito, repleta de blandícias, e que, na verdade, se revela como a verdadeira arte da doação pela doação. Simplesmente, como um instrumento reflexo da abundância do amor

celestial que repousa na alma humana.

Enfim, amizade é a luz candente e irrestrita de amor, apego e doação. Acima de tudo, virtuosa e repleta de efeitos acumpliciantes e solidários, pois ela é, essencialmente, a expressão do amor mais profundo.

É, finalmente, o único fator, especialíssimo e carregado de feições sublimes que, por si só, e de maneira inconteste, poderá sobrepor-se às desavenças e aos conflitos, harmonizando os homens e, consequentemente,

os povos. Destarte, proporcionando a todos, o tão sonhado milagre da paz.

 

Reinaldo Bressani - 11-995828307 - Cadeira nº 15 da ACL