Enquanto o mundo dorme

Fonte: Márcia Etelli Coelho

Enquanto uma parte do mundo dormemarcia ettelli coelho 3a 85142

a rua embaralha suas cartas,

o bêbado descumpre promessas,

orações confortam o espírito,

almas conversam entre si.

 

O poeta num pacto secreto

descreve o cotidiano.

Páginas manchadas de vinho.

Folhas rasgadas sem par.

 

Na balança entre o sim e o não,

impera a ilusão do talvez.

 

Talvez o amor sempre atento

perdoe os constantes tropeços

de quem caminha sem rumo

e vai pra lugar algum.

Talvez, assim, a esperança,

mesclando-se à fé que aquece,

risonha também sobreviva,

vencendo a escuridão.

 

Mas quando a gaiola se abre

o pássaro receia voar.

Uma parte do mundo dorme

pra não ver a outra parte chorar.