Carolina Ramos ganhou em 1º lugar o concurso de poesia no México

Fonte: Acervo

A Acadêmica, Carolina Ramos, que ocupa a Cadeira nº 22 e tem como Patrono: Santo Agostinho, foi premiada com o 1º lugar no concurso de poesias e recebeu o – “Troféu Isaura Calderon” - México/2018.

 

JUSTIÇA CONSCIENTECarolina 12 12 2017 400 a9b82

 

Consciências amorfas, que se arvoram,

em ditar falsos dogmas deturpados,

recebem o repúdio dos que choram

ao ver seus  atos dúbios,  mal  julgados.

 

Se conceitos, sem luz, se entredevoram,

confundindo inocentes e culpados,

clama a justiça, cujas faces coram,

mãos atadas...e de olhos já vendados!

 

E a tamponar a própria consciência,

há quem finja, a furtar-se de um castigo,

ser cego e surdo... só por conveniência!

 

Mas... Deus, maior Justiça... nunca falha!

Separa, no final, o joio e o trigo:

- Abraça o bom! - Condena o que é canalha!