Pensamento crítico

Fonte: Frances de Azevedo - Agosto/2020

Em nosso site da Academia Cristã de Letras, fui atraída por este Artigo: Pasmem: o Ser Humano Está Deixando de Existir! - de autoria de meu padrinho J.B. Oliveira: membro ilustre do citado sodalício, onde ocupa a Cadeira 38, cujo patrono é o Brigadeiro José Vieira Couto de Magalhães.

Frances de Azevedo 2 56cceInicia seu artigo, citando o princípio filosófico inspirado nos ideais dos filósofos gregos Aristóteles e Platão, “com um viés de fundamentação cristã: a Escolástica”, acrescentando que: “a Escolástica pode ser um método de pensamento crítico, que influenciou as áreas de conhecimento das universidades medievais”. (grifei).

Grifei “pensamento crítico”, justamente por ser o fulcro da questão abordada no supra aludido artigo, e que, por deixar de pensar, segundo J.B., estamos deixando de existir!

Sabe-se que, quem não se limita a seguir determinadas instruções de um programa, mas, analisando-o detidamente, passa a seguir sua própria programação de ideias, está pensando criticamente.

Assim, quando, no Renascimento, os filósofos gregos, contrapondo suas ideias às explicações mitológicas vigentes à época, com base no pensamento crítico, mudaram a concepção do mundo até então conhecida!

O que é o Pensamento Crítico?

Antes desta definição, temos que entender o que é Pensar:

Pensar, segundo os léxicos é: submeter (algo) ao processo de raciocínio lógico; exercer a capacidade de julgamento, dedução ou concepção.

Por sua vez, Raciocínio lógico: Em lógica, pode se distinguir três tipos de raciocínio lógico: dedução, indução, abdução. Dada uma premissa, uma conclusão, e uma regra segundo a qual a premissa implica a conclusão, eles podem ser explicados da seguinte forma: Dedução corresponde a determinar a conclusão. (Wikipédia).

Pensamento Crítico, por sua vez, resumidamente: É um julgamento propositado e reflexivo, sobre o que acreditar ou o que fazer em resposta a uma observação, experiência, expressão verbal ou escrita, ao argumento. (Wikipédia).

Envolve imparcialidade, demanda reflexão. Além de pensar (raciocinar) há que se encontrar a imparcialidade intelectual. Não se trata de memorizar ideias com algum propósito; por exemplo, um texto, para repeti-lo depois, sem análise alguma. O pensamento critico demanda uma estratégia intelectual pela qual o individuo chega a suas próprias conclusões sem a necessidade de adaptar-se a um modelo já estabelecido. Sua análise parte da não aceitação logo de inicio, levando-o a raciocinar!

Segundo J. B.: o computador passou a substituir nossa função cerebral.

...que os computadores estão, a cada dia, mais se humanizando!

Concluindo seu artigo, diz:

Chega a parecer que, nos dias atuais, apenas 5% das pessoas pensam; 15% delas pensam que pensam e 80% não pensam porque há quem – ou o quê –faça isso por elas!

É: o ser humano está mesmo deixando de existir!

Concordo plenamente, pois, nesses tempos de pandemia pela Covid, ao invés de um bate-papo pelo telefone, tenho recebido uma avalanche de vídeos; e, quando, envio uma mensagem de minha autoria, em resposta, recebo figurinhas, pois, realmente, as pessoas estão deixando de raciocinar, não querem ou perderam esta capacidade.

Que me desculpem os amigos e parentes por tais colocações, mas me dói muito, muitíssimo, não ouvir a voz, a cor da voz, daquela pessoa que amamos; que queremos bem...

Whatsapp é um aplicativo multiplataforma de mensagens instantâneas e chamadas de voz para smartphones. Além de mensagens de texto, os usuários podem enviar mensagens, vídeos e documentos em PDF, além de fazer ligações grátis por meio de uma conexão com a internet. (Wikipédia).

Será que sou contra tal aplicativo?!

Obviamente, que não!

Sou contra o mau uso. Certamente o aplicativo é muito útil, facilita a comunicação interpessoal. Permite o acesso a reuniões virtuais de trabalho, bem como, lazer. É maravilhoso, com certeza!

Agora, a má utilização é um desastre! Haja vista, a participação em Grupos de Whatsapp. Normalmente, referidos grupos são criados visando à facilitação de comunicação numa agremiação para tratativas de objetivos comuns. No entanto, alguns participantes desconhecem, por completo, suas regras! Desvirtuam os propósitos de sua criação, inserindo conteúdo incompatível, amplamente diverso! Então, é um caos! Um bombardeio desenfreado de informações e de “sinaizinhos, figurinhas” em respostas infindáveis. Haja paciência, Deus meu!

Pensar: Pra quê, se já há vários e vários moldes, modelos pré-montados, de todo jeito, formas, cores, frases, sons?! É só clicar e enviar. Tão fácil! Sem mencionar que, por vezes, aliás, muitas vezes, sequer o tal usuário se dá ao trabalho de LER. Ah, que maravilha, mais um descanso para aquela mente (cabeça) tão cansada de ficar com seu dedinho teclando o dia inteiro!...

Bons tempos aqueles da importante coleção de Os Pensadores, que reúne obras de alguns dos principais filósofos, dos Pré-socráticos aos Pós-modernos! Dos tempos em que a leitura fazia parte de nosso cotidiano! Sem mencionar que as livrarias físicas estão desaparecendo, sendo fechadas gradativamente e substituídas pelas Livrarias Virtuais...

Sou de um tempo em que levar o livro debaixo do braço, tê-lo às mãos, era um tesouro preciosíssimo, fazia parte de sua vida!

Confesso: ainda prefiro o livro físico, posto compreenda quem o prefira virtualmente...

Sim, meu Padrinho J. B., O Ser humano está deixando de existir, infelizmente.

 

Frances de Azevedo -  Cadeira 39 da ACL

Artigos relacionados