Guerra ou paz?

Fonte: Lázaro Piunti

Para mim, no limiar dos 75 anos, a Guerra continua sendo uma alternativa imoral e indesejada. É Igualmente nociva e perigosa a “Paz armada”! Ela é construída em alicerces de ódio e rancor. E se impõe de formaLazaro Piunti b1860 discricionária. No silêncio de suas ações gera o aumento da injustiça.

A falsa paz aborta o livre pensar e produz escravos. O direito de opinião é sagrado. As pessoas precisam de Liberdade para pensar diferente. Dessa realidade deriva o consenso que melhor se viabiliza por meio da Democracia. Democracia pura, sem rasuras, sem adjetivos! A Democracia se basta, por si. A Democracia, com todos os seus defeitos, ainda é o menos pior dos sistemas.

Há segmentos da Esquerda defendendo o extremismo e o confronto bélico. Gritam pelo “braço armado” – talvez inspirados na Suma Teológica de Thomas de Aquino. Ele propunha o “Princípio da Guerra Justa”. O tempo mostrou que a tese naufragou. A ela se contrapõe a filosofia de Gandhi. O exercício da “Não Violência Ativa”! E com ela a gente se alinha. Há que ser pacífico, duramente forte na proposição pacífica. A diferença é gigantesca. Povo pacífico age com Firmeza Permanente. Já o individuo passivo se acovarda e se curva. Quem repousa no comodismo acorda com pesadelos.

O momento vivenciado no Brasil é contraditório, complexo e marcado pela ausência de bom senso. O Congresso tem sua essência híbrida, pois se configura como sistema parlamentarista dentro de uma Constituição que estabelece o sistema presidencialista. E aí se instala o dissenso e consequentemente a ingovernabilidade.

Desde 1989 o Presidente eleito é refém do Congresso! O Regime piorou, com as centenas de remendos à Carta Magna. O presidencialismo é capenga e o Congresso inconsequente. Do Judiciário se espera o rigor do desempate justo das divergências. Infelizmente não é o que tem ocorrido nos últimos decênios. Vive-se, pois, a insegurança política e jurídica.

As Liberdades trafegam nas imediações do caos. Podem soçobrar a qualquer momento, seja pelo berreiro intempestivo de porções radicais da Esquerda ou sob o chicote inconsequente de segmentos agressivos da Direita. Ambos os modelos são aviltantes! A Democracia sofre. Por via de natural consequência, quem mais padece é o povo!

Lázaro Piunti