A origem da LAVA-JATO!

Fonte: Lázaro Piunti

13 Lazaro Jose Piunti 33f60O nome é o de menos. E não significa cópia autêntica da histórica “Operação Mãos Limpas” deflagrada na Itália para combater a máfia. As motivações são de natureza econômica. Explica-se! As multinacionais norte-americanas são obrigadas legalmente a apresentar seus balanços financeiros à Pátria-Mãe. Os EUA são rigorosos em relação a “Money”. Dinheiro é sagrado. Logo, sonegar é crime hediondo na Terra de Tio San. Empresários norte-americanos se queixaram na Wall Street, em Nova Iorque. Não havia como justificar pagamento de propina aos corruptos instalados em governos sul-americanos e, sem suborno, perdiam as concorrências públicas. O acesso ao mercado estava cada vez mais difícil. Sem propina era quase impossível vencer as grandes licitações em países latinos. Impunha-se alguma intervenção no teatro de guerra incruenta!  

A CIA – (Central Intelligence Agency) tem diversas responsabilidades. Inclusive de aconselhamento da aplicação de Políticas Públicas! Planejou-se então desenvolver uma metodologia para frear a crescente onda de corrupção nos órgãos públicos e, em médio prazo, modificar a cultura viciada nas relações entre quem contrata e quem é contratado. Intercâmbios foram estabelecidos com organismos e instituições. Celebraram-se Convênios com a Justiça Federal, Ministério Público, Polícia Federal, Receita Federal e setores graduados das Forças Armadas. Os selecionados para os cursos realizados nos EUA – bolsas de estudos – deveriam ser jovens talentosos concursados na Magistratura, no Ministério Público, na PF e assim por diante. A esta plêiade de moços e moças infundiram-se sentimentos e valores humanísticos e, induvidosamente, princípios éticos. Sem perder de vista a tradição ocidental cristã! A seguir foram votados no Congresso de diversos países leis semelhantes de combate ao narcotráfico, após intensa campanha publicitária nesse sentido. Para não suscitar suspeita de governantes e congressistas de caráter e procedimentos duvidosos, os projetos tinham o matiz de repressão ao narcotráfico de forma especial, mas, em seu bojo, buscavam atingir o vírus da corrupção em escala ampla! A “Delação Premiada” – até então desconhecida no Brasil – é típica. Algo antigo nos EUA.

A estratégia deu resultado? Observemos os nomes das empresas envolvidas em escândalos. Os processos e condenações atingem empresários e políticos brasileiros, peruanos, colombianos, mexicanos, e inclusive europeus. Não aparecem empresas norte-americanas! Toda ação desencadeada pela Força Tarefa da Polícia Federal ganha imediata aprovação da esmagadora maioria da Sociedade. Pela primeira vez figuras públicas de relevância vêm sendo investigadas, processadas e condenadas. Perceberam? O fato é cristalino. Igual ao sol ao meio dia!

Lázaro Piunti - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.