Nota de Falecimento - PAULO CINTRA DAMIÃO - 27/11/2019

Fonte: ACL

26 Paulo Cintra Damiao 095b5"Com profundo pesar a Academia Cristã de Letras comunica o falecimento do acadêmico PAULO CINTRA DAMIÃO, cadeira nº 26, cujo Patrono é o Apóstolo São Paulo.

PAULO CINTRA DAMIÃO - Nasceu em Espírito Santo do Pinhal - SP., no dia 05 de abril de 1932.

Bacharel em Direito; Bacharel e Licenciado em Letras Clássicas; e Bacharel em Teologia.

Fez pós-graduação em Filologia Portuguesa e Linguística na USP; e em Direito Processual Civil na PUC/SP.
Foi professor titular de Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e/ou Portuguesa nas seguintes Universidades: Presbiteriana Mackenzie (UPM); Metodista de São Paulo (UNIMESP), UNINOVE e na Faculdade de Direito da FMU. Também lecionou Teoria Literária e Literatura Grega na UPM.

Foi Assistente Técnico de Gabinete na Secretaria de Educação do Estado de São Paulo durante 11 anos, tendo feito parte da Banca Examinadora de Concursos de Ingresso para professores de Português e para Diretores de Escolas da referida Secretaria, em diversos períodos, entre 1967 e 1980.

Foi Assistente Técnico da 1ª Secretaria da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo durante 8 anos. Foi Professor no Seminário Teológico de São Paulo, da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil (IPIB) durante 20 anos, como Titular de Novo Testamento, além de outras disciplinas.

Colaborou em diversos jornais e revistas, tendo sido, em três oportunidades, Diretor e Redator-Chefe do jornal O ESTANDARTE, órgão oficial da IPIB, fundado pelo erudito gramático Rev. Prof. Eduardo Carlos Pereira, em 07-01-1893, com publicação ininterrupta até hoje.

Já prefaciou nove livros de escritores e poetas amigos. - Paraninfou muitas turmas de formandos. - Fez revisão de muitas teses de Mestrado e Doutorado. - Participou com textos e poemas na Antologia Poética de Pinheiros e na Antologia dos Pensionistas da Tertúlia Pensão Jundiaí.

Há textos seus ou referências suas nos seguintes livros: - Sabedoria Universal, de Paulo Lotufo; - 10 Grandes Temas da Literatura, de Apolo Taborda França (da Academia de Letras do Paraná); - Eduardo Carlos Pereira, de Adolpho Machão Corrêa; - História Documental do Protestantismo no Brasil, de Duncan Alexander Reily; - Cultura e Religião, de Natanael de Barros Almeida; - Fundação Mary Harriet Speers – Um legado de cidadania; - Paisagens de Um Educador, de Aroldo Eliseu de Paiva.

Letras de cinco hinos seus constam do Hinário oficial da IPIB - Cantai Todos os Povos, Ed. Pendão Real - São Paulo, 2006, adotado em todo o Brasil e que também é usado em outros países de língua portuguesa.